quinta-feira, 16 de julho de 2015

Semelhantes à JESUS…

semelhanteaJESUS

Reflexão:

1 João 5:19; 2:15-17

Sabemos que somos de DEUS e que todo o mundo está no maligno”.

Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência, mas aquele que faz a vontade de DEUS permanece para sempre”.

       “Tudo que há no mundo, não é do Pai, mas do mundo.

       Que afirmação forte e tremenda!!!

       Ela deveria chocar-nos; mas será que nós alcançamos a profundidade e extensão do que ela está nos falando?

       Mais adiante (vs. 16) o texto passa a explicar sobre o que “não é do Pai”, mas sim “do mundo”…

       O texto nos aponta três coisas “do mundo” e, por consequência, do maligno (5:19):

       De acordo com o dicionário da língua portuguesa, a palavra “concupiscência” pode ser traduzida como “desejo desenfreado” ou “estímulo” para o pecado. Em outras palavras, é a inclinação da carne para pecar.

       Encontramos ainda neste texto duas áreas que são “estimuladas”; dois tipos de “concupiscência” são mencionados:

1º) A Concupiscência da Carne

       Há aqui uma alusão ao nosso corpo, à tudo aquilo que possa, de algum modo, nos seduzir: comida, bebida, conforto, descanso, lazer, entretenimento… Claro nessa relação há coisas perfeitamente lícitas, que não são necessariamente pecaminosas; contudo, quando não as desfrutamos na direção e proporção corretas, tais coisas tornam-se, então, embaraços, dos quais temos que nos livrarHB. 12:1.

       Ora, se o mundo jaz no maligno, isto é, se o mundo está sob o domínio de Satanás, receio, então, que tudo o que ele possa nos oferecer tenha certo grau de imundície, que deve ser evitada, conforme 2 CO. 6:14-7:1.

       Penso que na “concupiscência da carne” estejam inclusos todos os pecados – bem como os estímulos – que envolvam nosso corpo e seus membros, tais como aqueles mencionados em GL. 5:19-21; EF. 4:17-31; 5:1-21, quais sejam:

  • Prostituição (Quer física, quer espiritual)
  • Impureza
  • Lascívia
  • Idolatria (podemos enquadrar aqui a obstinação – 1 SM. 15:23)
  • Feitiçarias (incluí-se aqui a rebelião ou rebeldia – 1 SM. 15:23)
  • Inimizades
  • Porfias
  • Emulações (ciúmes)
  • Iras
  • Pelejas
  • Dissensões (divergência de opiniões, disputas, discórdias, partidarismo, facções, divisões);
  • Heresias (doutrinas e práticas contrárias à Doutrina de CRISTO)
  • Invejas
  • Homicídios
  • Bebedices (embriaguez, excesso de bebida)
  • Glutonarias (exagero e excesso na comida)
  • Coisas semelhantes à estas;
  • Vaidade dos sentidos
  • Entendimento trevoso
  • Coração endurecido (insensível)
  • Dissolução (contrário aos bons costumes)
  • Impureza ®
  • Concupiscências do engano
  • Mentira
  • Furto
  • Palavras Torpes
  • Amargura
  • Ira ®
  • Cólera (impulso violento, violência)
  • Gritarias
  • Blasfêmias
  • Malícia (inclinação para o mal, interpretação danosa, astúcia)
  • Prostituição ®
  • Impureza ®
  • Avareza (apego ao dinheiro)
  • Torpeza (obscenidade, ação vergonhosa, indecência, desonestidade)
  • Parvoíces (loucuras, tolices)
  • Chocarrices (piadas ou gracejos atrevidos, escárnio, zombaria)

       Olhando para tal relação de coisas que fazem parte da concupiscência da carne, quantas identificamos que têm sido usadas para nos enredar?

       Que a misericórdia de DEUS venha nos alcançar e que sejamos libertos da concupiscência da carne, seja ela qual for.

2º) A Concupiscência dos Olhos

       João também cita a concupiscência dos olhos, ou seja, qualquer estímulo visual que nos afaste da santidade de DEUS, tudo aquilo que, através de nossos olhos, nos roube a comunhão com DEUS e atrapalhe nosso crescimento espiritual.

       Percebemos, aqui, o quão sutil Satanás tem sido buscando nos contaminar?

       A primeira coisa que me vem à mente é o tipo de entretenimento visual que temos buscado…

       Será que aquilo sobre o que tenho repousado meus olhos me aproxima ou me afasta do caráter de CRISTO?

       Será que não estou deixando meus olhos se tornarem portas de entrada para a contaminação do mundo?

       Será que meus programas visuais me trazem verdadeiramente edificação espiritual, ou apenas “entretenimento ocioso”? Que tipo de fruto eles geram para mim ou mesmo em mim?

       Óh, SENHOR JESUS! Tem misericórdia de nós! Purifica-nos, SENHOR, e liberta-nos. Liberta-nos, SENHOR JESUS, de toda concupiscência dos olhos.

       Nos ajuda, SENHOR, a sair do pecado e a buscar a Tua santidade, por amor do Teu Nome, SENHOR. Amém!