terça-feira, 26 de setembro de 2017

O ALVO

Leitura: FP. 3:14

caminhoObjetivos fazem parte da experiência humana, e isto desde a sua infância.

A partir do momento que está consciente de si, o ser humano aprende a buscar objetivos. aprende a conquistar metas, a “atingir alvos”.

Na sua infância, quando suas vontades começam a fazer exigências, a criança cria em seu intelecto de infante estratégias para conseguir o que deseja.

Pode pedir para seus pais ou para quem possa atender seu pedido. Se a petição falha, a criança usa o choro, a manha, a birra, a chantagem emocional… Tudo é válido para obter o que deseja. A criança é capaz de muitas peripécias para conquistar o que deseja, para “atingir seu alvo”.

Não faz diferença se o alvo é um passeio, um doce, um presente ou um brinquedo… Uma criança lança mão de todos os seus recursos para atingí-lo.

Ao entrar na escola, novos alvos são somados aos que antes já possuía… Agora vem a necessidade de “aprovação”, de “aceitação” no novo círculo de amizades… E novamente o arsenal da criança se mostra muito variado.

Chega a chamada “adolescência”, quando sua natureza adâmica está em franca ebulição; e lá vai o sujeito em busca de “novos alvos”. Para a sociedade corrompida, o prazer é tudo que importa. O “adolescente” ─ termo criado pelo mundo para quem está entre a idade infantil e a idade adulta ─ começa, então, a dar vazão aos seus sentidos e desejos. O “adolescente” quer ser o “dono do seu nariz” e começa a desafiar as regras da sociedade. Seu alvo é “conquistar seu espaço”, “viver suas aventuras”. No fundo, na verdade, essa pessoa quer é encontrar o seu próprio papel e lugar no mundo. É preciso dar-lhes um “Norte”!

Chega a juventude, a fase adulta… Novos alvos! Uma formação, a independência financeira, uma pessoa com quem partilhar seus momentos… A realização profissional, a felicidade!

Na maturidade, o alvo pode ser a realização de seus sonhos… Um lar, uma casa, um carro, dinheiro…

Em todas essas fases, metas, objetivos, alvos, ninugém põe como alvo a morte! E ela é a única certeza que acompanha todos os seres humanos.

Entretanto, quantos contam com ela e se preparam para ela?

Em nosso âmago, a ânsia é pela vida! Todos ansiamos por ter uma vida plena, abundante! Mas, quantos, de fato, a encontram?

Na realidade, são poucos os que encontram a vida plena! A vida abundante!

E nessa busca por uma vida “feliz”, onde o “alvo” é a felicidade, a humanidade tem enveredado por sendas que, longe de conduzí-la à felicidade, tem roubado dela os últimos resquícios da semelhança com o Criador.

Alvos errados pressupõem objetivos errados e caminhos errados.

E quanto aos seus alvos? O que voê tem posto como o alvo de sua vida?

Veja: Supondo que alguém coloque como “alvo” o “ser médico”… Ambos sabemos ─ você e eu ─ que ninguém vira médico da noite para o dia! Para que seja um médico, é preciso estudar muitos anos, submeter-se a um rígido aprendizado teórico e prático, e depois, somente depois, se “forma” um médico. Um médico não “nasce”, ele é “formado”, através de muito estudo e prática…

O mesmo se dá com a vida humana – Você precisa ter bem certo qual seu “alvo” para, então, lutar para atingí-lo! Só um detalhe: lembre-se de que sua vida terrena é apenas uma sombra da eternidade. Lembre-se de que, se seu corpo tombar morto, sua alma entrará na eternidade! Se isto acontecer agora, você está preparado(a)?

Comece desde já a colocar como “alvo” a eternidade, e verá que suas prioridades mudarão!

De que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder a sua alma?


quarta-feira, 20 de setembro de 2017

O que a Bíblia representa para você?

GuiadoporDEUSVivemos num tempo de avanço tecnológico sem precedentes! A tecnologia tem tornado a vida muito confortável, e todas as profissões têm sido favorecidas pelas facilidades proporcionadas pela tecnologia.

Em meio a tanto conforto e comodidade, é importate revermos nossa fé… O que cremos, como reagimos ao que cremos, e como reagimos diante do que é sagrado!

No mundo, há cinco grandes religiões que estão em franca expansão: o cristianismo, o islamismo, o judaísmo, o budismo e o hinduísmo. Destas, 3 têm Um Livro Sagrado: O judaísmo tem o Torah, O Islamismo tem o Corão, e o Cristianismo tem a Bíblia Sagrada (uma versão dita “evangélica”, com 66 livros, e uma versão “católica romana” com 72 livros). Pois bem, este artigo é direcionado aqueles que fazem parte do cristianismo… Porque tratarei do nosso livro, do livro sagrado para os cristãos, os seguidores de JESUS CRISTO!

Quero chamar você a refletir sobre sua opinião quanto à Bíblia Sagrada… O que ela representa para você? Em quais das opções abaixo, ela se enquadra:

  • É um livro de história antiga, que me fala sobre as experiências de Israel e dos cristãos primitivos;
  • É um “livro sagrado”, que não pode ser compreendida pelo homem, mas é importante ter em casa para trazer sorte e bênção;
  • É a Palavra de Deus, porém não tenho tempo para examiná-la;
  • É a Palavra de Deus, porém quando a leio, não compreendo o que leio;
  • Ainda não tenho uma opinião formada sobre ela…

Veja… a forma como você se relaciona com a Bíblia vai influenciar completamente seu relacionamento com as pessoas, com a vida, e com o próprio DEUS, isso é muito real e muito prático.

Precisamos compreender que a Bíblia Sagrada ─ a despeito das muitas traduções e versões (tirando as adulterações como a Tradução do Novo Mundo das Sagradas Escrituras, onde faltam muitos versículos e onde palavras foram alteradas para se adequar ao que é ensinado pela Sociedade Torre de Vigia) ─ é a Palavra de DEUS, é “inspirada pelo próprio DEUS”. Isso é um fato! Quer aceite ou não. E uma prova incontestável encontra-se ao ler o Salmo 22, onde é retratado o sofrimento de JESUS em Sua crucificação. Detalhe: Esse Salmo foi escrito por Davi, quando era um simples pastor de ovelhas, 1.000 (mil) anos antes do nascimento de JESUS em Belém da Judéia! Também a profecia do nascimento de JESUS, encontrada em Isaías 7:14 foi proferia 700 anos antes do Seu nascimento. Isso é impossível da ótica humana! Claro que houveram na história da humanidade homens que previram acontecimentos futuros (como Nostradamus, por exemplo), porém nunca com tamanha antecedência, nem com tamanha precisão de detalhes. Tais profecias nos mostram que a Bíblia Sagrada não é um livro comum. Sem falar no fato de que ela foi escrita num período de 1.600 anos por cerca de 40 autores diferentes. Ou seja, durante 1.600 anos, pessoas de lugares diferentes foram escrevendo livros e ao fim desse período, os livros por eles escritos demonstraram-se compor um único livro, com um único autor. É como se fossem (e de fato foram) meros escritores a escrever o que alguém lhes ditava.

Pois bem… O Toráh, usado pelos seguidores do judaísmo, nada mais é do que o “pentatêuco” (os primeiros cinco livros de Moisés) que encontra-se na Bíblia Sagrada. Já o Corão, livro dos muçulmanos, nada tem com a Bíblia Sagrada. É uma série de escritos humanos, sem nada de Divino em suas páginas ─ ainda que discordem disso.

Partindo do princípio de que a Bíblia é, de fato, a Palavra Escrita de DEUS, como reagimos frente a essa verdade?

Obedeço e sigo os seus ensinamentos, vivo segundo seus princípios, ou a relego a um plano de mero conhecimento intelectual, sem qualquer participação em minha vida?

Atentemos para esta mensagem:
"E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho." 
(Marcos 1:15)

O Evangelho de JESUS CRISTO, as “boas novas” encontram-se no chamado “Novo Testamento”…

BibliaCelularSe não tem uma Bíblia, compre-a! Baixe-a em seu telemóvel! Abra-a e mergulhe nas Suas páginas! Peça ao Seu Autor o entendimento e ajuda para entender Sua mensagem, e renda-se à ela! Faça dela sua bússola! Seu mapa! Seu pão! Absorva-a para que encontre a verdadeira Vida!

Esteja onde estiver, não vá a lugar algum sem a companhia da Palavra de DEUS!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Você faz com seus bens o que DEUS manda? Tem certeza?

Na prática do Antigo Testamento, sob a Antiga Aliança (de DEUS com Israel), o povo dava o “dízimo” (décima parte) de tudo que tinham – ML. 3:10 e refs. – e esse dízimo era para sustento dos “levitas” dos sacerdotes levíticosNM. 18:21-26; e também para que HOUVESSE MANTIMENTO NA CASA DE DEUS que, na época, era o “Templo em Jerusalém” – SL. 122:1.

Na prática do Novo Testamento, sob a Nova Aliança estabelecida pelo SENHOR JESUS, todo cristão é um “sacerdote” – AP. 1:6; na vida da Igreja do Novo Testamento, não vemos a prática do “dízimo” como era feita no Antigo Testamento, porque, no Novo Testamento temos que ter a consciência de que “tudo é do SENHOR” – SL. 50:12; 89:11; AT. 17:24-25. Antes, na Nova Aliança, vemos que a prática dos cristãos primitivos a quem devemos imitar é de “consagrar TUDO ao SENHOR” entendendo que aquilo que o SENHOR coloca na minha mão, além da minha necessidade é para suprir meu irmão pobre conforme a sua necessidade, e também repartir com quem me instrui na Palavra:

o AT. 2:42-47; 4:32-35;

o 2 CO. 8:12-15; 9:6-12;

o DT. 15:7-8;

o LC. 16:9-13;

o IS. 58:6-12;

o Gálatas 6:6

ageu-1-vs-4-6Em outras palavras, tudo o que tenho é do SENHOR, e deve ser usado para que vidas sejam conquistadas para o Reino de DEUS (LC. 16:9). Devo buscar a edificação da “Casa de DEUS” – Ageu 1:2-11, sabendo que a “Casa de DEUS” (João 14:2) é a Igreja (1 Timóteo 3:15) e que a Igreja não é um templo físico (Atos 17:24) mas sim o ajuntamento dos filhos de DEUS – Hebreus 3:6; Efésios 1:22,23; 1 Pedro 2:5; João 14:23 e referências.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Cristão ou Religioso? Qual desses é você?

Resultado de imagem para religioso ou cristão

É muito bom tê-lo(a) de volta a este site!
Hoje gostaria que reflitisse sobre sua posição em questões de fé e comportamento… Será que você expressa uma vida cristã ou uma vida religiosa? Vejamos oito pontos diferenciais entre um religioso e um cristão…

O religioso é alguém que…

  1. Tem sua vida centralizada em si próprio, e sua religião é apenas mais uma entre tantas “atividades sociais” nas quais está envolvido;
  2. Usa seus recursos (dinheiro, força, tempo) para satisfazer a si mesmo, e para seu bel prazer, levando para sua religião aquilo que “sobra”;
  3. Contribui com seu “dízimo” para a manutenção da sua religião, construção de templos, (que ele chama de “casa de DEUS”) e sustento dos seus líderes;
  4. Segue uma “doutrina religiosa” estabelecida pelo líder ou fundador da denominação/religião que pratica, negando-se a arrazoar sobre qualquer ensinamento fora daquilo que aprende no lugar que frequenta;
  5. Não vive pelo que JESUS ensinou, e sim pelas normas e regulamentos de sua religião;
  6. Não investiga na Palavra de DEUS (Bíblia Sagrada) se aquilo que está aprendendo é realmente da forma como estão lhe passando, confiando completamente nos seus líderes religiosos;
  7. Aquilo que faz ou deixa de fazer não segue aos princípios da Bíblia Sagrada, mas sim aos que é ditado pelo líder de sua religião;
  8. Sente-se orgulhoso pelo “título” recebido pelos praticantes de sua denominação religiosa;

O cristão é alguém que…

  1. Tem sua vida voltada e centrada em JESUS CRISTO, e seu relacionamento com CRISTO é sua maior e primeira ocupação, relegando para segunda instância todas as demais coisas (Mateus 6:33);
  2. Usa seus recursos (dinheiro, força, tempo) para a glória de DEUS, oferecendo ao SENHOR o seu melhor (1 Coríntios 10:31)
  3. Entende que não apenas o “dízimo”, mas que, na verdade, tudo quanto tem é do SENHOR e deve ser investido na expansão do Reino de DEUS. Por isso não gasta com templos, porque sabe que DEUS não habita em templos feitos por homens, e que a “casa de DEUS” somos nós – Hebreus 3:6; 1 Timóteo 3:15; Atos 17:24.
  4. Segue unicamente a doutrina de JESUS CRISTO, a “sã doutrina”, ensinada inicialmente por JESUS CRISTO e depois por Seus discípulos e apóstolos, e que está registrada – na íntegra – nas páginas da Bíblia Sagrada. Usa unicamente a Bíblia como sua regra de fé, e faz da Palavra de DEUS o “crivo” para provar todo e qualquer ensinamento.
  5. Vive somente em obediência ao que JESUS ensinou.
  6. Sempre está examinando as Escrituras Sagradas (Bíblia) para investigar e conofirmar o que está aprendendo daqueles que encontram-se à sua frente, sabendo que mesmo os líderes estabelecidos por DEUS podem errar, e que temos que seguir o que DEUS ordena e não o homem – Atos 5:29.
  7. Faz da Bíblia sua base para quaisquer planos ou projetos, sabendo que nas suas páginas há segurança no conselho de DEUS.
  8. Não toma para si qualquer “título” religioso, chama-se apenas de cristão ou “discípulo de CRISTO”, sabendo que a família de CRISTO, toma para si unicamente o Seu Nome – Efésios 3:14,15.

E então? Não é uma ótima reflexão?

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Arrependa-se! Renda-se ao Governo de CRISTO!

Leitura e Reflexão:

1 Samuel 7:3 - Jó 11:13,14 - Mateus 4:10 - Isaías 55:7,8
Neemias, 9:2-4; Mateus 3:2; Marcos 6:12

Amigo(a), o chamado ao arrependimento não é algo novo, tampouco é algo ultrapassado. Dia após dia, eu e você somos chamados a nos arrepender!

Desconheço sua vida, sua prática religiosa e suas convicções; ainda assim tenho o dever de fazer esta mensagem chegar até você, porque não posso me calar.

Hoje grande parte da sociedade professa crer em um Deus Criador, e outros dizem crer no DEUS da Bíblia Sagrada.

Entenda... Quer concorde ou não, a Bíblia Sagrada é a Palavra de DEUS escrita. Nela encontramos o conselho de DEUS para o Seu povo. Se você faz parte deste povo - o povo de DEUS - tem que seguir Seus conselhos.

Hoje DEUS está chamando você ao arrependimento! O arrependimento deve ser contínuo enquanto você viver! Você precisa arrepender-se cada dia, cada vez que não expressa a vida que DEUS quer que você viva!

Se você professa a fé cristã (se é um seguidor de JESUS CRISTO), certamente houve um dia em que, arrependido(a) de sua vida fora da vontade de DEUS, pediu para ser batizado(a), tendo, então, seu corpo imerso (totalmente mergulhado) nas águas - seja de um tanque, piscina, rio ou mar - obedecendo ao que JESUS ordenou em Mateus 28:18-20 e Atos 2:38-41. Se assim é, então você precisa entender de uma vez por todas um fato...

O arrependimento faz parte da vida cristã. O arrependimento é parte essencial da vida cristã. Precisamos nos arrepender verdadeiramente de nossos pecados e de nossa corrupção, de nossa incredulidade e independência. Entenda, entretanto, que arrependimento não é a mesma coisa que "remorso".

O autêntico arrependimento possui características que mostram o nível de arrependimento de alguém, que mostram se é ou não autêntico... Arrepender-se, é:

  • Sentir tristeza por sua condição ou ação praticada - RM. 7:10;
  • Confessar o pecado ou ação cometida - PV. 28:13; TG. 5:16;
  • Converter-se de seu erro, mudando de caminho ou atitude - 2 CR. 7:14; EZ. 3:19; TG. 5:20; EF. 4:25, 28, 29...

Outra coisa muito importante... Não se deixe contaminar com os "baalins ou astarotes". No texto de 1 Samuel e também em Neemias, o povo de Israel foi exortado a se converter ao SENHOR (JEOVÁ) com todo o seu coração, tirando do meio deles as imagens de Astarote e de Baal (divindades pagãs). Imagem relacionada

O povo de Israel achava que estava agradando a DEUS, conservando em seu meio uma prática que DEUS condena: a idolatria. Hoje não é diferente entre aqueles que pensam estar servindo ou vivendo para DEUS... Com os lábios professam ser cristãos, mas conservam em suas vidas seu próprios ídolos.

E você? Já removeu a idolatria de sua vida? E da sua casa?

Você pode, sinceramente, afirmar que o Reino e a justiça de DEUS são prioridade em sua vida, que ocupam o primeiro lugar (Mateus 6:33)? Ou será que o Reino de DEUS fica com o que sobra do seu tempo, de suas energias e de suas finanças?

Você pode, de fato, afirmar que JESUS é o SENHOR e governa a sua vida, e que você procura viver para ELE, ou JESUS é apenas mais um "conceito" ou uma "ideia" que você mantém em seus pensamentos?

Resultado de imagem para idolatria é pecadoVocê adora e clama unicamente a JESUS como seu SENHOR e único Mediador entre você e DEUS - 1 Timóteo 2:5 - ou ainda faz orações a alguém mais "além de JESUS", mantendo, dessa forma, algum ídolo em seu coração ou em sua casa?

Arrependa-se! Obedeça somente ao Evangelho!

Obedeça ao Evangelho do Reino de DEUS, o Evangelho que foi pregado inicialmente por João Batista, depois pelo próprio JESUS e também pelos Seus discípulos e apóstolos. Abandone qualquer doutrina ou ensinamento e prática que contradigam o que JESUS e Seus apóstolos ensinaram. Se você professa a fé cristã, deve obedecer tão somente ao que JESUS CRISTO ensinou.

Resultado de imagem para falsos pastoresNão se deixe enganar pelos lobos e mercenários deste século, por aqueles que se intitulam pastores, líderes, bispos, apóstolos, mas que só querem o que você pode lhes oferecer (seus bens), e afastam você da obediência à sã doutrina...

Tais "líderes" apenas exploram você e aproveitam-se de sua ignorância para enriquecer às suas custas. Eles, contrariam o que JESUS ordenou em Mateus 6:19 - "não ajunteis tesouros naterra..." e aumentam suas próprias riquezas e o patrimônio de suas acalentadas "denominações facciosas". Usam o dinheiro de seus fiéis para construir seus próprios "impérios", alimentando sua luxúria e avareza.

Resultado de imagem para falsos pastoresArrependa-se! Converta-se! Obedeça a DEUS e renda-se a CRISTO! Deixe que CRISTO governe sua vida.